O caso de Aimorés

Postado por: Daniel Sottomaior Tags: Atea | Categorias: Dia a dia

março
24

A Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos enviou hoje um ofício à Escola Estadual Frei Afonso Maria Jordá, de Aimorés (MG), onde estuda o menor D.G.B., que postou um vídeo no Youtube denunciando o fato de que sua escola promove orações diárias dentro da sala de aula e em horário de aula. O rapaz acabou na diretoria por se recusar a reverenciar um deus em que não acredita. Sentindo-se humilhado, não quis mais assistir as demais aulas do dia. Na semana seguinte, ele postou novo vídeo mostrando o momento da oração.

No ofício, a Atea apresenta brevemente de que maneira a escola está afrontando o ordenamento jurídico brasileiro, e requisita que cessem as orações. Depois de intenso trabalho da diretoria e dos advogados que nos assistem, foram redigidas denúncias civis e criminais a serem entregues ao Ministério Público Estadual de Minas Gerais, assim como uma denúncia à Secretaria Estadual de Educação, que serão protocoladas nos próximos dias caso a escola mantenha as orações. 

Deixe uma resposta